Histórico do periódico

O periódico Cadernos de Letras da UFF existe desde 1990, quando foi criado como meio de divulgação de trabalhos científicos realizados no âmbito dos Departamentos do Instituto de Letras da UFF. Nascido do esforço da gestão dos Professores Roberto Acízelo e Lucia Teixeira (Diretor e Vice-Diretora do Instituto de Letras – 1986/1990), os Cadernos de Letras da UFF, além de veicularem textos relativos à reflexão e à pesquisa de professores e alunos do Instituto, abriram espaço para a recepção de artigos oportunos, em momentos de discussão interna e externa da área de Letras e Lingüística.

Em 2005, na gestão das Professoras Livia Reis e Mario Lugarinho (Diretora e Vice-Diretor do Instituto de Letras – 2003/2007), promoveu-se uma ampla reformulação na política editorial do periódico. A partir de então, o periódico passou a contar com uma Comissão Editorial, constituída pelo Vice-Diretor (Presidente da Comissão) e por três Conselheiros indicados pelos três Departamentos que compõem o Instituto de Letras da UFF, e com um Conselho Consultivo (formado por professores pesquisadores de reconhecida importância do Instituto de Letras da UFF e de outras Universidades nacionais e estrangeiras). Progressivamente, os Cadernos de Letras da UFF intensificaram a colaboração de quaisquer membros da comunidade acadêmica nacional ou internacional, desde que seus trabalhos, submetidos à avaliação da Comissão Editorial e/ou do Conselho Consultivo em termos de relevância, pertinência e consistência teórica, científica e pedagógica, tivessem sua publicação recomendada. Com a reformulação de sua política editorial, o periódico buscou a publicação de temas instigantes de interesse acadêmico mais geral e suscitadores de reflexão e amplo debate.

A partir de 2008, na gestão então das Professoras Livia Reis (Diretora) e Jussara Abraçado (Vice-Diretora – 2008/2011)), foi criada a versão eletrônica dos Cadernos de Letras da UFF e redefinida a composição do periódico, que passou a ter as seguintes seções: 1-Dossiê, destinada ao desenvolvimento temático do número da revista e constituída de uma entrevista e artigos; 2- Cotidiano (atualmente intitulada Vária), com artigos de tema livre e 3- Resenhas e outras matérias de interesse, como traduções. Nos anos seguintes, foi sofrendo alterações pontuais para sua maior qualificação e eficiência como fonte de pesquisa e de produção teórico-analítica, sedimentando sua contribuição crítica.

Desde o segundo semestre de 2014, com seu número 49, os Cadernos de Letras da UFF participam do OJS (Open Journal Systems), o que fortaleceu sua veiculação e ampliou o alcance de leitura. Chegando ao seu número 50, em julho de 2015, a revista Cadernos de Letras da UFF garante a vitalidade de sua trajetória e se afirma como periódico acadêmico de tradição, sempre pronto a se renovar para ir mais longe em sua missão de contribuir efetivamente para a produção de conhecimento científico na Área de Letras e Linguística.